Anúncio

Mulher de Deus

"Obstáculos são aqueles perigos que você vê quando tira os olhos de seu objetivo."

Páginas

20 de set de 2011

2

A pedra no caminho

Conta-se que um rei que viveu num país além-mar, há muito tempo, era muito sábio e não poupava esforços para ensinar bons hábitos a seu povo.
 Freqüentemente fazia coisas que pareciam estranhas e inúteis; mas tudo que fazia era para ensinar o povo a ser trabalhador e cauteloso.  
 “Nada de bom pode vir a uma nação” – dizia ele – “cujo povo reclama e espera que outros resolvam seus problemas. Deus dá as coisas boas da vida a quem lida com os problemas por conta própria”.
Uma noite, enquanto todos dormiam, ele pôs uma enorme pedra na estrada que passava pelo palácio. Depois foi se esconder atrás de uma cerca, e esperou para ver o que aconteceria.
Primeiro veio um fazendeiro com uma carroça carregada de sementes que levava para a moagem na usina.
“Quem já viu tamanho descuido?” Disse ele contrariado, enquanto desviava sua carroça e contornava a pedra.
“Por que esses preguiçosos não mandam retirar essa pedra da estrada?”
E continuou reclamando da inutilidade dos outros, mas sem ao menos tocar, ele próprio, na pedra.
Logo depois, um jovem soldado veio cantando pela estrada. A longa pluma de seu quepe ondulava na brisa, e uma espada reluzente pendia da sua cintura.
Ele pensava na maravilhosa coragem que mostraria na guerra e não viu a pedra, mas tropeçou nela e se estatelou no chão poeirento.
Ergueu-se, sacudiu a poeira da roupa, pegou a espada e enfureceu-se com os preguiçosos que insensatamente haviam largado aquela pedra imensa na estrada.
Então, ele também se afastou sem pensar uma única vez que ele próprio poderia retirar a pedra.
E assim correu o dia…
Todos que por ali passavam reclamavam e resmungavam por causa da pedra no meio da estrada, mas ninguém a tocava.
Finalmente, ao cair da noite, a filha do moleiro por lá passou. Era muito trabalhadora e estava cansada, pois desde cedo andava ocupada no moinho, mas disse a si mesma: “Já está escurecendo, alguém pode tropeçar nesta pedra e se ferir gravemente. Vou tirá-la do caminho”. E tentou arrastar dali a pedra. Era muito pesada, mas a moça empurrou, e empurrou, e puxou, e inclinou, até que conseguiu retirá-la do lugar.
Para sua surpresa, encontrou uma caixa debaixo da pedra. Ergueu-a. Era pesada, pois estava cheia de alguma coisa. Havia na tampa os seguintes dizeres: “Esta caixa pertence a quem retirar a pedra”.
Ela a abriu e descobriu que estava cheia de ouro.
O rei então apareceu e disse com carinho: “Minha filha, com freqüência encontramos obstáculos e fardos no caminho. Podemos reclamar em alto e bom som enquanto nos desviamos deles, se assim preferimos, ou podemos erguê-los e descobrir o que eles significam. A decepção, normalmente, é o preço da preguiça”.
Então, o sábio rei montou em seu cavalo e, com um delicado boa noite, retirou-se.
(Autor Desconhecido)
Leia mais

26 de jul de 2011

CALE-SE

 
Se não tem algo bom a dizer
Que possa ajudar e ser útil,
Que traga conforto e prazer...
Cale-se! Não seja fútil!

Se sua palavra só proclama
A maledicência e a ironia...
Se arrasta os outros prá lama,
Cale-se! Isso é baixaria!

Se sua palavra não é capaz
De facilitar o entendimento,
De trazer harmonia e paz...
Cale-se! Dê-se um tempo!

Se sua palavra atrapalhar
De tão tola e vazia,
Para que possa consertar,
Cale-se! Isto é sabedoria!

Sua palavra tem poder,
Tem força, tem energia,
Pode o mal ou o bem fazer!
Cale-se! Escute seu coração,
Pergunte o que ele faria!
(Em breve volto! Vou cuidar da sáude)
Mais...

20 de jul de 2011

Hoje eu acordei um pouco melhor! Passei uns dias sem forças para nada, e com muitas dores e foi ai que pensei... Preciso acreditar mais no amor de Deus. Sim, tenho urgência de viver, pois muito tenho que fazer por mim e pelo meu próximo. Não posso perder tempo me lamentando, pois o Senhor tem urgência. Preciso perdoar ajudar e amar...A matemática da vida não é simples...
Cada soma é também uma subtração...Quando somamos mais um ano àqueles que já vivemos,
subtraímos um ano daqueles que nos restam para viver...
Esperamos demais para fazer o que precisa ser feito,
num mundo que só nos dá um dia de cada vez, sem garantia do amanhã...
Enquanto lamentamos que a vida seja curta, agimos como se tivéssemos à nossa disposição um estoque inesgotável de tempo...
Esperamos demais para dizer as palavras do perdão que devem ser ditas... Esperamos demais para pôr de lado os rancores que devem ser expulsos...
Esperamos demais para expressar gratidão, para dar ânimo,
para oferecer consolo... Esperamos demais para enunciar as preces...
Esperamos demais para executar as tarefas que estão esperando para serem cumpridas... Esperamos demais para demonstrar o amor
que talvez não seja mais necessário amanhã...
Esperamos demais nos bastidores, quando a vida tem um papel
para desempenharmos no palco...
Deus também está esperando nós pararmos de esperar,
esperando nós começarmos a fazer agora tudo àquilo para o qual
este dia e esta vida nos foram dados...

 

Mais...

15 de jul de 2011

Teu marido te faz feliz?


"Durante um seminário para casais, perguntaram à esposa: - "Seu marido lhe faz feliz? Ele lhe faz feliz de verdade?" Neste momento, o marido levantou seu pescoço, demonstrando segurança. Ele sabia que sua esposa diria que sim, pois ela jamais havia reclamado de algo durante o casamento. Todavia, sua esposa lhe respondeu com um: -"Não", bem redondo... -"Não, não me faz feliz". Neste momento, o marido já procurava a porta de saída mais próxima. "- Não me "faz" feliz... Eu sou feliz. O fato de eu ser feliz ou não, não depende dele e sim de mim", continuou dizendo: -"Eu sou a única pessoa da qual depende a minha felicidade. Eu determino ser feliz em cada situação e em cada momento da minha vida, pois se a minha felicidade dependesse outra pessoa, coisa ou circunstância, sobre a face da terra, eu estaria com sérios problemas. Tudo o que existe nesta vida muda constantemente... O ser humano, as riquezas, meu corpo, o clima, meu chefe, os prazeres, etc. Minha felicidade depende de mim. Há pessoas que dizem: - Hoje não posso ser feliz porque estou doente, porque não tenho dinheiro, porque faz muito calor ou muito frio, porque alguém me insultou, porque alguém deixou de me amar, porque alguém não soube me dar valor. Termino esse texto deixando uma outra pergunta: Vocês não acham muita responsabilidade deixar a nossa "FELICIDADE" nas mãos de outras pessoas?"
CREIO QUE HOUVE UM SILÊNCIO GERAL. MAS ASSIM COMO O PERDÃO, A FELICIDADE É UMA OPÇÃO E NÃO UMA CONDIÇÃO DE VIDA! OPTE POR SER FELIZ TODOS OS DIAS DA SUA VIDA, INDEPENDENTE DA CONDIÇÃO EM QUE ESTEJA VIVENDO... SEJA FELIZ!!!
Mais...

11 de jul de 2011

Dois lobos

Uma noite, um velho índio falou a seu neto sobre o combate que afeta diretamente as pessoas:
- Ocorre uma batalha entre dois lobos dentro de cada um de nós. Um lobo é o Mau, ele representa os sentimentos de raiva, inveja, ciúme, tristeza, desgosto, cobiça, arrogância, pena de si mesmo, culpa, ressentimento, inferioridade, orgulho falso, superioridade e ego. O outro é o Bom, representante da alegria, fraternidade, paz, esperança, serenidade, humildade, bondade, benevolência, empatia, generosidade, verdade, compaixão e fé.
O neto pensou na batalha e perguntou ao avô:
- Qual dos lobos vencerá a luta?
E o velho índio respondeu:
 
 - Aquele que você alimentar!
Mais...

8 de jul de 2011

Pescaria ética


Recebi este texto por e-mail como apresentação em power point de uma amiga que assim como eu, aprendeu desde muito cedo a fazer esta pescaria.
Acredito que este texto nos remete à todos aqueles momentos mais íntimos e secretinhos, que tivemos que fazer nossas escolhas e agir de acordo apenas com nossa consciência, sem o olhar do outro, sem a sua aprovação, sem a exposição e julgamento de nossos amigos reais e virtuais…
Pescaria ética
  Ele tinha onze anos e, a cada oportunidade que surgia, ia pescar no cais, próximo ao chalé da família, numa ilha que ficava em meio a um lago. A temporada de pesca só começaria no dia seguinte, mas pai e filho saíram no fim da tarde para pegar apenas peixes cuja captura estava liberada.
O menino amarrou uma isca e começou a praticar arremessos, provocando ondulações coloridas na água. Logo elas se tornaram prateadas pelo efeito da Lua nascendo sobre o lago. Quando o caniço vergou, ele soube que havia algo enorme do outro lado da linha. O pai olhava com admiração.
Enquanto o garoto habilmente, e com cuidado, erguia o peixe exausto da água. Era o maior que já tinha visto, porém sua pesca só era permitida na temporada. O garoto e o pai olharam para o peixe, tão bonito, as guelras para trás e para frente.
O pai, então, acendeu um fósforo e olhou para o relógio. Eram dez da noite, faltavam apenas duas horas para a abertura da temporada.
Em seguida, olhou para o peixe e depois para o menino, dizendo:
- Você tem que devolvê-lo filho!
- Mas pai, reclamou o menino.
- Vai aparecer outro, insistiu o pai.
- Não tão grande quanto este – respondeu, triste o garoto.
O garoto olhou a volta do lago. Não havia outros pescadores ou embarcações à vista. Voltou novamente o olhar para o pai. Mesmo sem ninguém por perto, sabia pela firmeza em sua voz, que a decisão era irrevogável. Devagar tirou o anzol da boca enorme do peixe e o devolveu à água escura. O peixe movimentou-se rapidamente no meio líquido e desapareceu. E, naquele momento, o menino teve certeza que jamais veria outro tão grande quanto aquele.
Isso aconteceu há muitos anos. Hoje o garoto é um profissional bem sucedido. O chalé continua lá, na ilha em meio ao lago, e ele leva seus filhos para pescar no mesmo cais. Sua intuição estava correta. Nunca mais conseguiu pescar um peixe tão maravilhoso como o daquela noite. Porém, sempre vê o mesmo peixe toda as vezes que depara com uma questão ética. Porque, como o pai lhe ensinou, a ética é simplesmente uma questão de certo e errado.
Agir corretamente, quando se é observado, é uma coisa. A ética, porém, está em agir corretamente quando ninguém está nos vendo. Essa conduta reta só é possível quando, desde criança aprendeu-se a devolver o PEIXE À ÀGUA. A boa educação é como uma valiosa moeda de ouro: TEM VALOR EM TODA PARTE.
Mais...

Pesquisar este blog

 
2010 Template Brush | Templates e Acessórios